POSSE RESPONSÁVEL – ORIENTAÇÕES QUANTO AOS CUIDADOS BÁSICOS COM ANIMAIS.

MAUS TRATOS: CÃES QUE “VIVEM” AMARRADOS Lei 9605/98
30 de novembro de 2016
LEGISLAÇÃO BRASILEIRA VIGENTE
30 de novembro de 2016

POSSE RESPONSÁVEL – ORIENTAÇÕES QUANTO AOS CUIDADOS BÁSICOS COM ANIMAIS.

Qualquer ato que provoque dor e sofrimento ao animal é considerado maus-tratos e, portanto, crime. Todo e qualquer animal sente fome, sede, medo, angústia e dor, e o mesmo deve ser tratado carinhosamente: Nunca deixe o animal solto em lajes sem proteção. Nestas condições, o animal estará em risco iminente de sofrer queda, além de colocar em risco a vida de terceiros; : Nunca deixe o animal sozinho dentro do carro. Ele poderá morrer por asfixia e/ou desidratação em poucos minutos; : Em locais públicos, conduza o animal sempre com guia, evitando fuga, atropelamento e ataques; : Ao passear com seu animal, leve água para hidratá-lo. Recolha os dejetos dele e mantenha a cidade limpa. : Providencie telas de proteção em janelas e sacadas a fim de evitar queda, fuga e/ou morte do animal; : Mantenha o animal com boas condições de alojamento, abrigado do sol, chuva e frio; : Forneça alimentação adequada e de boa qualidade, assim como água sempre limpa e fresca; : Nunca deixe o animal acorrentado ou sem condições de locomoção; : Nunca abandone um animal. Abandono é crime! : Nunca use de maus tratos/crueldade. Nunca bater, arrastá-lo pelas orelhas, rabo ou patas; : Preserve a saúde e integridade do animal. Submeta-o aos cuidados veterinários sempre que necessário para este fim; : Esterilize seu animal. Você estará fazendo bem para a saúde dele, além de evitar crias indesejadas e futuros abandonos; : Restrinja, ao máximo, o acesso à rua ou quaisquer vias públicas e casas vizinhas, evitando assim a fuga do animal. Uma vez nas ruas, o animal poderá se perder e ser vítima de atropelamento, envenenamento, espancamento, maustratos, bem como ser capturado pela carrocinha e morto. : Para evitar acidentes, coloque uma placa de aviso “Cuidado com o Cão”. : Identifique seu animal. Providencie plaqueta de identificação com seus contatos para colocar em sua coleira; Por fim, compreenda seu animal, respeite-o e ame-o. Zele por sua saúde e seu bem-estar geral ao longo de toda a sua vida. Animal não é brinquedo, é um ser vivo digno de cuidados e respeito.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *