MAUS TRATOS: CÃES QUE “VIVEM” AMARRADOS Lei 9605/98

Castrar é a melhor solução.
30 de novembro de 2016
POSSE RESPONSÁVEL – ORIENTAÇÕES QUANTO AOS CUIDADOS BÁSICOS COM ANIMAIS.
30 de novembro de 2016

MAUS TRATOS: CÃES QUE “VIVEM” AMARRADOS Lei 9605/98

Imagine-se estar acorrentado a uma árvore ano após ano. Você observa a porta de trás abrir, esperando que alguém vai sair para brincar com você, mas ninguém nunca faz. Às vezes você fica enroscado na corrente, treme no frio de inverno e passa muito calor no sol quente do verão. Carrapatos e pulgas mordendo sua pele é uma constante tortura. Você late para a chamar  a atenção, você tem esperança…

Cães que vivem acorrentados existem: sem respeito, sem amor, sem exercícios, sem  interação social, e às vezes até mesmo sem alimentação básica. Vivem como prisioneiros, sem  tempo (em sua curta vida) para serem animais de estimação. Um cão acorrentado se sente rejeitado e não entende o porquê.

Existe um problema com o contínuo manter um cão amarrado? Sim, a prática é uma prática desumana, que põe em risco a segurança do cão confinado, de outros animais e de seres humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *